Por Fê Gonçalves  •  28 mar 2016
5 Comentários

Revista TPM: Especial Açúcar

Fitness

Vocês poderão pensar ao começar a ler esse post pós-feriado de Páscoa recheado de comidas, doces e chocolates: “poxa, Fê, justo hoje você vem com esse tema e discussão”? Ai gente, sim, toda segunda falo de temas relacionados a hábitos para uma vida mais saudável e não pude evitar. Semana passada recebi a revista TPM em casa, a matéria de capa me chamou atenção e ela foi a minha leitura no feriado…

post sobre reflexao do uso do acucar na alimentacao

post sobre reflexao do uso do acucar na alimentacao

Bom, a minha intenção nesse post não é dizer para ninguém parar de consumir açúcar, mas sim reproduzir pontos e trechos que achei muito importantes na matéria para a nossa reflexão.

Quem me acompanha e me conhece sabe que sou antiaçúcar, gorduras e frituras em geral há 5 anos! Nem sempre fui assim, já fui uma formiga em pessoa, comia mais que o meu namorado, mas…ainda bem que temos a oportunidade de fazer ajustes de rota em nossas vidas e não me arrependo nem um pouco da escolha que fiz. {Para quem ainda não viu, confira o post como emagreci 13kg}

Bom, voltando a matéria da revista TPM: a intenção dessa matéria é informar, pois sabemos que por mais que temos informações hoje, muita gente AINDA não tem acesso, ou não se interessa, ou não sabe onde encontrar. Infelizmente! Também somos enganados pela indústria alimentícia, nem sempre os alimentos que achamos que são saudáveis e são vendidos como tal na embalagem, são realmente.

Tenho um exemplo recente do final de semana. Um pão sírio integral, que tem todo um marketing de ser um alimento saudável, quando fui ler os ingredientes no rótulo tinha açúcar cristal na sua composição. O pior açúcar e a gente achando que estava super bem na fita consumindo um pão leve e saudável, só que não!

Aí que mora o perigo! Além do açúcar da sobremesa diária que a grande maioria das pessoas tem consciência de que estão consumindo quantidades elevadas do pó branco refinado, existem muitos outros alimentos que também o levam na composição. Eles estão mascarados e se não tivermos conhecimento e tempo para ler os rótulos vamos consumir quantidades elevadíssimas de açúcar no dia a dia. Aliás, já estamos consumindo e isso está prejudicando a nós mesmo, a nossa saúde e o futuro das crianças.

Por isso resolvi reproduzir alguns trechos da matéria que achei perfeita, a reportagem foi feita por Renan Dissenha Fagundes. Quem quiser ler a matéria completa pode conferir na revista do mês de março. Super recomendo para quem se interessar pelo assunto de verdade!

post sobre reflexao do uso do acucar na alimentacao

“Em uma dieta de 2 mil calorias diárias, o consumo diário recomendado pela OMS equivale a 25 gramas, ou o conteúdo de 5 saquinhos, somados aqui o açúcar do café, o suco da fruta e todo o açúcar escondido em alimentos industrializados. Não está na conta o açúcar presente em frutas, vegetais e no leite”.

 ♥ “…o açúcar adicionado em produtos alimentícios ultraprocessados, é o grande causador do aumento de casos de obesidade, síndrome metabólica e diabetes tipo 2 no mundo todo”.

“Enquanto nos anos 60 o consumo no Brasil era de 32 quilos anuais por habitante, hoje chega a 55 quilos, ou cerca de 150 gramas por dia – seis vezes mais do que a recomendação da Organização Mundial da Saúde”.

O açúcar também é conhecido como glicose, frutose, lactose e sacarose. “Todos os carboidratos são nutrientes que servem como fonte de energia para o corpo. E, portanto, seu consumo moderado faz parte de qualquer dieta que aposte em um mix de alimentos”.

“A natureza oferece a frutose quase sempre combinado com fibras que aumentam o tempo de ingestão dos alimentos, fazendo o metabolismo trabalhar em seu ritmo próprio. Sem fibras, a frutose chega ao fígado muito rapidamente, criando um aumento drástico de açúcar no sangue. Com o fígado sobrecarregado, o pâncreas passa então a produzir mais insulina, que transforma o açúcar em gordura. Em um ciclo vicioso, os níveis elevados de insulina impedem o funcionamento do mecanismo no cérebro que indica saciedade e vão criando cada vez mais resistência no organismo, o que pode levar ao diabetes”.

“O arroz branco é outro amido processado que pode se tornar açúcar no organismo”.

“Outro problema do açúcar, segundo os críticos da substância, é que ele é viciante, como uma droga”.

“No Brasil, quase 18% da população adulta está obesa, segundo a pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde (2014). Se considerarmos a população que está com sobrepeso, o número cresce para mais da metade dos brasileiros (52,5%).

“Quando milhões de famílias adotam hábitos de consumo NÃO saudáveis ao mesmo tempo, com impacto no desenvolvimento de crianças e na produtividade dos adultos, gerando altos custos para os cofres públicos, a liberdade de escolha no supermercado deixa de ser assunto familiar e passa a ser um debate em que o país inteiro precisa se envolver”.

“Supermercados ofertam uma infinidade de produtos que contêm açúcares livres em excesso. Leite achocolatado. Iogurte com fibras com sabor de fruta. Suco ou néctar de caixinha. Papinha para bebê. Barrinha de “cereal”. Pão branco. Molho de tomate. Chá pronto para beber. Muitos são produtos tão doces quanto sobremesas, mas promovidos como se fossem opções saudáveis”.

“No Brasil, por enquanto, o único jeito de  tentar adivinhar se o produto tem excesso de açúcar na composição é observar sua posição na lista de ingredientes. Por regra, os ingredientes são listados em ordem decrescente de quantidade. Se o açúcar estiver entre os três primeiros ingredientes, o produto pode ser considerado sobremesa. Granola é sobremesa, iogurte de frutas é sobremesa e molho pronto de barbecue é sobremesa”.

post sobre reflexao do uso do acucar na alimentacao

“Inspirada nos canadenses, a Anvisa também cogita mandar agrupar todos os sinônimos de açúcar num único local da lista de ingredientes. Com isso, o açúcar apareceria mais no início da lista e chamaria mais atenção”.

Em 2007 o Ministério da Saúde iniciou uma série de acordos com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) para reduzir teores de gordura trans, sódio e açúcar nos alimentos industrializados. Começaram com a gordura, depois reduziram o sal, mas o açúcar continua na fila”.

“No México, onde o Diabetes é a doença que mais mata desde 2000, foi preciso atacar diretamente o mercado de refrigerantes”.

“…as estratégias que têm maior chance de funcionar para reduzir o consumo de açúcar. Entre as medidas que têm maior eficácia estão campanhas focadas nas mudanças de escolhas individuais, acordos voluntários assinados pela indústria e programas de educação nas escolas. Rotulagem, restrição da publicidade e contrapropaganda teriam resultados moderados”.

Ingredientes que são açúcares, mas levam outros nomes: Frutose, Galactose, Glucose, Isomaltose, Isomaltulose, Lactose, Maltose, Sucrose, Tagatose, Trealose, Mannitol, Sorbitol, Xylitol, Amido, Amido modificado, Dextrina, Maltodextrina, Dextrose, Glaçúcar, Rapadura, Caldo de cana evaporado, Mel, Melado, Caramelo, Agave, Suco de fruta, Suco de fruta concentrado, Xarope invertido, Xarope de milho, Xarope de arroz, Xarope de glicose”.

post sobre reflexao do uso do acucar na alimentacao

O que acharam? A ideia é conversar, debater mesmo esse tema, gerar uma reflexão em cada um de nós. Alguns fatos já conhecemos, outros nem tanto, por mais que somos informados. Imagina quem nem procura saber!

Saúde em primeiro lugar, sem ela não conseguimos viver as outras áreas da nossa vida! Precisamos estar atentos e cobrar por isso, não de forma doentia, claro, mas com equilíbrio.

Espero que entendam a minha intenção com esse post, a ideia é compartilhar e levar informação para mais pessoas. Compartilhe com seus amigos e familiares e fica a dica de leitura para vocês! ♥

Comente pelo Facebook
Escreva o seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui

5 Comentários
  1. Carolina R. - 28/03/16 - 15h18

    Fe
    Sou meio noiada com isso, evito o açúcar ao máximo e quando vou prefiro os de coco, mascavo.
    bjs

    Responder
  2. Stephanie Ferreira - 28/03/16 - 17h48

    Eu sou diabética e sei bem os males que o açúcar traz e mesmo com tanta informação, muita gente acha que cortar o açúcar é cortar a sobremesa, sendo que tem açúcar até em alimentos integrais como você disse…
    Vou ver se consigo achar a revista pra comprar ainda esta semana.
    Beijos

    Responder
    • Fê Gonçalves - 28/03/16 - 17h57

      Oi Stephanie é exatamente isso! Tenho histórico de diabetes na minha família e sei bem como é conviver com a doença. Dá uma conferida nessa matéria, depois me conta o que achou. Um beijo e se cuida! <3

      Responder
  3. priscilla barreto - 28/03/16 - 18h19

    Poxa Fê,
    Fiquei com vontade de ler essa reportagem completa (alias adoro a TPM). Olha, açucar em geral realmente não faz nada bem. Infelizmente ainda não tive força de vontade para cortar total da dieta (o que seria o ideal). Mas acho que pequenas modificações já ajudam muito: tipo substituir o açucar pela stevia no preparo dos alimentos e para adoçar bebidas, optar por produtos sugar free e por ai vai.
    Deixar para consumir o açucar refinado só mesmo em algumas excessões tipo em uma festa de aniversário (provar um bolo).
    Bjo grande
    Pri

    Responder
  4. Janeisa Maria - 28/03/16 - 20h13

    Incrível como que muitas vezes a gente se deixa levar por informações que ocultam a verdade, sobretudo em questão de alimentação. Quantas e quantas vezes se come algo que a mídia instituiu como o alimento mais light e que depois se vai conhecer o rótulo ou vai consultar uma nutricionista e ela descontrói por completo estes alimentos nos passando a real informação de que são feitos. Fiquei pasma em saber que no Méximo é um país com tanto diabético. Pois é, aqui em casa, limito o acúcar e outros alimentos em que ele se faz presente ao máximo. Por isto a importância de uma consulta para redequação de uma dieta alimentar voltada para o que é saudável.
    Bjs
    http://www.brasildobem.net

    Responder
UP
YouTube   FeGonçalves