Por Dri Adorno  •  08 fev 2017
1 Comentário

Casamento lindo de Amanda e Danilo

Casamento

Oi gente, primeiro post de casamento real do ano <3 ! Hoje vim contar a história linda da Amanda e do Danilo, que se conheceram sabe onde? No Tinder. Para quem não acredita que aplicativos servem para o amor, gente, fica aí essa dica!

dicas de organização e planejamento de casamento baseado em uma história real

A Mands é super grata pela história deles, foi tudo rápido, intenso e cheio de amor. Segundo ela, depois de 1 ano e meio eles já começaram a falar de casamento e mesmo que às vezes pareça “pouco” tempo namorando, tudo sempre foi tão natural que as coisas aconteceram em um ritmo muito gostoso. A família e amigos sempre brincam que eles se dão tão bem que parece que namoram desde sempre! Abaixo separei os principais pontos dos detalhes do grande dia deles, vale conferir!

♥ Sobre o pedido

A gente planejava se casar mais para a frente, mas começamos a fazer alguns levantamentos e pesquisas para entender se conseguiríamos fazer uma festa de casamento. Nessa pesquisa eu encontrei o espaço de eventos Casa Quintal e me apaixonei! Cheguei a comentar com ele, brincando, que tinha achado o lugar dos meus sonhos e, se fosse para casar, eu amaria que fosse lá. Mas essa conversa esfriou porque achamos que não daria.

Alguns meses depois aconteceu o pedido ∼ tínhamos passado a manhã resolvendo algumas coisas e ele sugeriu de almoçarmos; deixamos o carro num estacionamento na Avenida Angélica e começamos a andar pela rua quando, de repente, ele me parou e disse que a gente não ia almoçar, mas que estávamos ali para dar mais um passo na nossa vida juntos. Eu não entendi nada, não tinha me dado conta exatamente de onde eu estava ∼ ele se ajoelhou, tirou o anel de noivado do bolso e estendeu na minha direção; fiquei paralisada, com o coração batendo muito forte!

Ele também estava super nervoso {nessas horas você pensa na responsabilidade que é fazer um pedido desses!} e me pediu em casamento! Eu chorei, ri, emoções a mil ∼ e é claro, aceitei! E quando olhei, a gente estava exatamente em frente à Casa Quintal, aquele lugar que eu tinha comentado com ele há tempos atrás! Ele tinha agendado uma visita para conhecermos o lugar e fecharmos a cerimônia e a festa do nosso casamento! Ah, é claro que ele não perdeu a oportunidade de falar que sim, ele escuta as coisas que eu digo! rs

♥ Sobre o tipo de casamento

Eu acho lindos os casamentos mais tradicionais, mas sempre senti que esse não seria o meu estilo. Não me imaginava casando na igreja, mas em um local diferente. Uma coisa que eu já sabia também é que o nosso casamento seria pequeno – não só por conta dos custos, mas também porque queria as pessoas mais próximas, mesmo. Também gosto dos casamentos onde cerimônia e festa acontecem no mesmo lugar; acho que isso oferece mais praticidade e conforto. Queria um casamento que fosse simples, mas rico nos detalhes, sabe? Que não tivesse grandes ostentações, mas que fosse aquele tipo de festa em que as pessoas conseguem enxergar o afeto e o cuidado que está em cada coisinha.

♥ Sobre o planejamento

Antes de ficarmos noivos, o Dan sempre brincava que não queria “enrolar” antes de casar ∼ ele sempre dizia que, para ele, seis meses de noivado era o suficiente. Eu sempre respondia dizendo que, para mim, o ideal seria ter pelo menos um ano para organizar tudo e ele, mais uma vez, me ouviu. Eu acho que não poderíamos ter acertado mais! Digo isso porque você consegue fazer e pagar as coisas com mais calma. Eu trabalhava durante o dia e, chegando em casa, começava o segundo round cuidando das coisas do casamento. E é claro, a gente ainda estava pensando na montagem da nossa casa, o que também demanda bastante planejamento para quem está saindo da casa dos pais e começando tudo por conta própria.

♥ Sobre o vestido

Eu fiz o meu vestido a partir do zero, no Atelier Silvia Bevilaqua. Eu sempre imaginei como gostaria que fosse meu vestido de noiva: com decote canoa na frente, mangas 7/8, um decotão nas costas e uma saia bem fluida e leve, que se balançasse e rodasse comigo, sabe? Rs uma coisa que me pegou totalmente desprevenida é que eu sempre disse que usaria uma renda bem simples, mas me apaixonei por uma renda toda trabalhada e cheia de bordados, muito diferente do que eu imaginava, mas que acabou sendo a minha cara. Minha mãe também fez o vestido dela no mesmo lugar e amou. Além disso, foi muito bacana dividir essa experiência com ela, uma acompanhando o vestido da outra.

♥ Sobre as escolhas

Eu acho que, no final, tudo saiu a nossa cara! Algo muito especial é que a cerimônia foi conduzida pelo Rafa, um amigo muito querido que falou palavras lindas e leu um trecho muito bonito da Bíblia ∼ o mais bacana é que pessoas de várias religiões estavam com a gente e todas elas se sentiram bem, se emocionaram. O clima de amor e união supera mesmo qualquer diferença! Nós também escrevemos nossos próprios votos, o que foi uma missão difícil, mas trouxe um resultado único.

As músicas da cerimônia ∼ exceto pela que eu entrei e a com que nós saímos ∼ foram versões instrumentais de músicas modernas, superlegal; e eu não entrei com a marcha nupcial tradicional, mas com uma canção da Lorenza Pozza que traz a marcha só no comecinho e depois muda para a música ‘Isn’t She Lovely‘, do Stevie Wonder. Os fornecedores também foram escolhas acertadíssimas, que eu e o maridão amamos! Fizemos também impressão de fotos por hashtag. Foi uma lembrança bacana que os convidados puderam levar pra casa.

♥ Sobre assessoria

A Casa Quintal oferece assessoria no dia do casamento, o que ajuda muito. Fora isso, tive ao meu lado a assessora mais preciosa desse mundo – a minha mãe, que sempre foi minha grande parceira e não me deixou sozinha em mais essa empreitada. Nós trocamos muitas ideias, ela me ajudou fazendo muitas pesquisas e cuidando de pequenos e importantes detalhes. Ela fez, artesanalmente, toda a decoração do meu chá-bar, por exemplo; para o casamento, me ajudou a encontrar leques para as convidadas, os chinelinhos para a hora da festa, os acessórios de balada e muitas outras coisas.

♥ Sobre os aprendizados

Eu acho que a minha maior dificuldade foi fechar a lista ∼ nessa hora você fica surpresa com o quanto é fácil listar 100 pessoas. Quando a sua festa é pequena, é difícil deixar algumas pessoas de fora e você inclusive recebe algumas cobranças que acabam chateando bastante. Acho que, se eu vivesse o casamento de novo, não sofreria tanto com essas pressões. Nem todo mundo entende que organizar tudo isso é uma experiência intensa, que mexe com você tanto na vida prática quanto na vida emocional.

Como dica reforço para as noivinhas: não deixe que a pressão supere a satisfação durante o processo. Muitas vezes eu fiquei preocupada, com medo de não conseguir fechar tudo até o casamento ou até de que não fizesse sol no dia ∼ e adivinha? Fez um super frio! Ou seja, nem tudo está sob o nosso controle. Mas no final, tudo deu tudo muito certo: não faltou nada e a festa foi maravilhosa, tanto para mim e para o Dan quanto pra nossa família e convidados. Eu nem reparei no frio ou se o céu estava nublado, só no quanto estava feliz e agradecida por estar ali. Ah, e aconselharia os noivos a aproveitarem a festa de verdade! Muitas pessoas falam que a festa de casamento é feita mais para os convidados do que para nós mesmos, mas eu tento ver de uma forma mais equilibrada. Na sua festa, que você e seu parceiro(a) tanto sonharam, é importante aproveitar além dos protocolos: coma, beba, dance e se divirta MUITO!

♥ Lista de fornecedores que recomenda

Posso dizer que os fornecedores foram essenciais para o sucesso do nosso casamento. Não só porque executaram tudo com muita ética e competência, mas porque contribuíram MUITO para o clima do casamento. Apesar de serem pessoas contratadas, vale entender que eles estarão envolvidos em um momento muito especial para você e pro seu par. O clima de amizade e o tratamento humanizado que recebemos deles fez toda a diferença ∼  e criou uma ligação muito forte de carinho com eles!
Espaço do evento {pacote incluía buffet, doces, bolo e DJ}: Casa Quintal
Fotografia: ELO Fotografia
Papelaria do casamento {save the date, convite, lágrimas de alegria, plaquinhas}: Estúdio Tatu
Cabelo e maquiagem: Pri Guimarães @primaquiadora
Vestido: Atelier Silvia Bevilaqua
Sapatos: Juliana Bicudo
Buquê, arranjo de cabelo e lapela noivo/padrinhos: Floricultura Florisnéia
Impressão de fotos por hashtag: Love Insta
Plaquinhas {cadeira dos noivos e pajem}: Maria Cereja Ateliê
Plaquinhas divertidas para fotos: Em Breve Casadinhos
Porta-alianças: Regalli per Tutti

dicas de organização e planejamento de casamento baseado em uma história real
E assim acabo o post com fotos maravilhosas desse casamento cheio de detalhes lindos! O que acharam? Eu sempre fico com vontade de casar de novo, e esse foi mais um post que super me inspirou! [email protected]

Qualquer dúvida e opinião é só comentar.
Beijos

Sobre Dri Adorno: Relações Públicas, Assessora de Imprensa, apaixonada por música, seriados, animais e vôleibol… não necessariamente nessa ordem!

Instagram: casandobydriadorno
E-mail: [email protected]

Comente pelo Facebook
Escreva o seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui

1 Comentário
  1. Carol R - 10/02/17 - 12h19

    A felicidade ultrapassa as fotos
    lindo
    bjs

    Responder
UP
YouTube   FeGonçalves
Instagram   @fegoncalvesoficial