Por Dri Adorno  •  06 abr 2017
1 Comentário

Casamento descontraído de Larissa e André

Casamento

Oba, hoje venho com mais uma linda história de amor para inspirar vocês! Vou contar sobre o casamento descontraído do André e da Larissa. Como muitos casais, eles se conheceram durante a faculdade em Piracicaba, interior de São Paulo…

A amizade foi ganhando “força” e no último ano do curso começaram a namorar, no início de 2008. Ao longo do tempo que estiveram juntos o André morou fora, a Lari também, depois moraram em cidades distantes, mas isso só ajudou a fortalecer o romance entre eles. Em 2011 decidiram morar  juntos e em janeiro de 2017 se casaram.

O casamento foi planejado bem rápido e contou com a ajuda de bastante gente. Vamos conferir mais essa história linda?

♥ Sobre o pedido

No final de 2015 o André foi fazer parte do doutorado fora do país por alguns meses e marcamos de nos encontra lá, em uma viagem pelo Leste Europeu. Foi quando rolou o pedido de casamento 21/03/2016, em Praga, na beira do Rio Danúbio. Foi uma surpresa, mais romântico impossível!

♥ Sobre o tipo de casamento

Nós nunca tivemos o sonho de fazer um casamento “festão tradicional”, pois não era o nosso estilo e não nos identificávamos muito com o padrão {igreja/salão}. Sempre pensávamos em algo diferente. As opções que estávamos considerando eram: um jantar para os pais e padrinhos ou algo estilo “churrascão descontraído”, em que toda a família pudesse se divertir.

Escolhemos a segunda opção, pois tivemos uma surpresa no meio do caminho: o André foi selecionado para uma posição em um centro de pesquisa na Austrália e tínhamos que nos mudar para lá em 3 meses. Assim, o churrasco seria a opção perfeita para um casamento já com despedida. Acabamos fazendo na casa dos pais do André, quem moram em um lugar bem tranquilo e bonito do interior de São Paulo.

♥ Sobre o planejamento

A ideia inicial era casarmos em maio/junho de 2017, mas como a notícia da mudança veio no início de novembro de 2016, adiantamos a festa para janeiro, já que em fevereiro estaríamos na Austrália. Assim, mesmo que algumas ideias estivessem amadurecendo há algum tempo, a organização da festa ocorreu mesmo em dois meses {casamento express}. Além de organizar o casamento tivemos que organizar toda a mudança {documentação para o visto, entrega de apartamento, venda de carros…}. Foi tudo muito corrido, mas no final deu tudo certo!

♥ Sobre o vestido

O vestido foi feito pela dona Beatriz, 80 anos, avó do André. Ela é costureira de mão cheia e deu um significado mais que especial para o vestido . Compramos os tecidos e aviamentos juntos e escolhi um estilo mais leve por conta com calor de janeiro e do ambiente da festa.

♥ Sobre as escolhas

Foi tudo a nossa cara, a começar pelo tipo de cerimônia, como não somos um casal muito religioso optamos por fazer uma algo sem qualquer referência religiosa. Também não nos sentimos confortáveis em contratar um juiz por achamos algo muito superficial, sem conexão com a nossa história. Casamos no civil alguns dias antes e na cerimônia decidimos chamar pessoas queridas para falarem mensagens e votos.

Alguns outros pontos que fizemos diferente foram:

– Trocamos o convite impresso pelo digital {grupo de whatsapp e site} mais rápido e moderno;

– O repertório da cerimônia foi uma lista que montamos de Beatles e John Lennon, músicas que são nossa cara;

– O cardápio foi chopp e porco no rolete, que combinou muito bem com o ambiente da festa e deu um tom descontraído que queríamos, já que estávamos em um sítio.

♥ Sobre assessoria

Para fazer tudo em tempo hábil contamos com a ajuda de muitas pessoas. Os pais do noivo cederam o sítio para o casamento e prepararam o local da cerimônia, com a construção de bancos, pergolado e deck. Minha sogra fez o Brownie. Meus pais organizaram um porco no rolete. O Fabinho, primo do André, fez a filmagem e edição. Além disso, contratamos uma cerimonialista para nos ajudar na organização e, principalmente, no dia da festa. Muitas coisas nós mesmo fizemos, para que tudo saísse do nosso gosto {compra de flores no Ceasa, lembrancinhas, plaquinhas pelo sítio…}

♥ Sobre os aprendizados

Nós tivemos muita sorte de não ter chovido no dia. Gostaríamos de ter feito a festa no outono, como previsto inicialmente, pois seria mais fresco e com menor probabilidade de chuva, já que a festa foi ao ar livre. Acho que esse seria o único ponto que “repensaria” se tivesse mais tempo.

Já a dica para as noivinhas, digo que durante o planejamento vocês vão ouvir muuitos palpites. Meu conselho é que façam a festa que tenha a cara do casal, mesmo que tenha que sair do convencional ou das expectativas. Vocês não vão se arrepender!

♥ Lista de fornecedores que recomenda

 

Em Porto Feliz e região:

Porco no rolete: Durock & Cia
Filó Cerimonial
Filmagem de Fabio Gargiulo
Fotografia de Flávio Torres

Esse casamento, que tive o prazer de presenciar pessoalmente foi muito especial. Além de lindo, dava para ver um pouquinho da dedicação de cada um que ajudou {isso sem contar o clima de alegria e descontração da festa}. Espero que sirva de inspiração para as noivinhas que queiram fazer algo no estilo “faça você mesmo”. Dá para ver que dá certo não é mesmo?

Quem quiser comentar, curtir, compartilhar, ou mandar e-mail no [email protected] , está valendo também! ♥
Beijos

Sobre Dri Adorno: Relações Públicas, Assessora de Imprensa, apaixonada por música, seriados, animais e vôleibol… não necessariamente nessa ordem!

Instagram: casandobydriadorno
E-mail: [email protected]

Comente pelo Facebook
Escreva o seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui

1 Comentário
  1. Silvia Pagliuca - 06/04/17 - 19h31

    Dri, ficou show. Adorei não porque era a minha filha casando, vc estava lá e pode presenciar a alegria e felicidade do momento. Obrigado.

    Responder
UP
YouTube   FeGonçalves
Instagram   @fegoncalvesoficial